quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Eu viveria tudo outra vez, 2010.


Eu viveria tudo outra vez, 2010.

Outro dia perguntaram para mim se 2010 havia valido a pena. Acho que depois de muito tempo, eu pensei bastante antes de dar uma resposta concreta.
Dia 31 de dezembro de 2009, era vinte e três horas e mais alguns minutos, o novo ano estava quase começando. Estava eu, junto com a minha família, mas faltando uns dois minutos eu e minha prima fomos para a frente da casa, e fizemos a contagem regressiva juntas. A primeira pessoa que abracei em 2010 foi a Alice.  Um abraço tão bom, sincero, foi reconfortante.
Uma nova fase, mais um ano estava começando. Eu sorria, todos a minha volta também. Quanta coisa estava para acontecer, mas naquele momento nada veio a minha cabeça. Realmente eu não fazia idéia que a partir daquele momento, era tudo novo, de novo.
Durante 10 meses do ano nós estudamos, mas quando chega as férias a única coisa que desejamos é viajar, praia, amigos.  Comigo não foi diferente.
Depois da virada do ano, fui para Capão da Canoa, como já faço a uns 7 anos. Tenho outra prima lá. Na verdade, nós não somos primas de sangue, mas de coração. Com ela eu descobri que não é o sangue que fala mais alto, mas sim o amor, o carinho. Essa nossa amizade já não é apenas de primas emprestadas , mas como nós duas falamos, somos irmãs de coração. Giovana, é o nome dela, mas para mim apenas Gi.
Em Capão da Canoa, conheci uma nova pessoa, Thais. Durante todo o ano de 2010 permanecemos conversando, através de msn, e algumas vezes até por celular! Nunca pensei que ela se tornaria tão importante para mim. Não há palavras para descrever meus sentimentos pela Thais. Minha amiga, minha conselheira, minha irmã! Sempre que precisei, ela estava aqui comigo. Devo tanta coisa a ela, realmente aquela vadia eu vou levar para a vida toda.
Muitas coisas aconteceram nos dois primeiros meses de 2010. Infelizmente, logo no começo – antes da minha viajem para Capão – eu briguei com uma pessoa muito especial para mim. Mas hoje estamos bem. Nossa reconciliação foi na escola, depois de dois meses brigadas. Foi um dos momentos que eu considerei mais sinceros desse ano que está acabando. Desde então, estamos cada vez mais unidas, mais amigas.
Fui para a 8º série em 2010, foi tudo bem tranqüilo, não tive dificuldade em quase nada, como sempre o que me prendeu um pouco foi matemática, mas não foi um problema tão grave. Em meio as aulas, eu sempre estou no colo da Laura, ouvindo as suas doces bobagens de cada dia, as histórias dela que me fazem rir como as de mais ninguém. Este ano pude conhecer ela muito melhor, tenho enorme carinho e admiração por aquela guria.
Somos em quatro na sala de aula. Eu, Luiza, Laura e Julinha que também é minha prima. 
Foram bons momentos vividos em quarteto, as nossas fofocas na sala de aula, os bolos de chocolate na casa da Laura, os trabalhos de Química/ Física que nunca entendíamos nada e sempre colávamos da Julinha. Não poço reclamar, foi um ano letivo maravilhoso com vocês. Discutimos? Claro! Nós não somos perfeitas, somos humanas.
Porém entre todas as amigas que tive na sala de aula, uma se destacou. Minha Lubes, minha Luiza. Apesar da nossa briga no começo do ano, – sim, foi com ela com quem briguei – eu não posso me queixar de nada. Luiza sempre me escutou de uma maneira estranha eu admito, mas ela me aconselha e muito bem. Faz-me rir de tudo, divide seus segredos mais secretos comigo, e cá entre nós, eu MORRO de ciúmes dela!
Uma pessoa com quem eu também convivo muito – e tenho enorme carinho – é a Júlia T. Sempre que eu queria sair, queria dividir algum bom momento, ou simplesmente comer (pipoca, brigadeiro, milk shake, entre outros. ) era só grita-la no msn, que ela estava disposta a digamos, me aturar. Você me faz bem, obrigada.
Falando assim parece que meu ano de 2010 teve somente alegrias.  Quem me dera. Cheguei a uma conclusão comigo mesma durante escrevia este texto, entre todos os sentimentos que senti este ano o que se priorizou foi o da decepção. Vou explicar melhor.
Eu me apaixonei duas vezes este ano. É meio estranho para você que está lendo entender isso, mas de um desses meus dois amores platônicos, um eu já me livrei. O outro ainda está dentro de mim, mas da mesma forma que consegui acabar com o primeiro, espero não sentir mais o segundo.  Agora tu se pergunta: Por que essa guria quer se livrar do segundo amor, se ela ainda sente? Uma das frases que mais me marcou este ano foi: Amor só é verdadeiro quando é correspondido.


 Eu corri para fora das razões, para sorrir. 
Então você vem junto.

Eu ainda sinto sim alguma coisa forte aqui, é restos de um amor que eu sei que foi real, mas que acabou. Eu não sou mais correspondida.
Eu acho que vou corrigir o que disse, foram dois sentimentos que se priorizaram dentro de mim este ano, amor e decepção. Talvez no meu caso, um seja cúmplice do outro. Quando o amor vem, infelizmente a decepção o acompanha.
Conheci tantas pessoas importantes em 2010, fiz amizades incríveis e me diverti muito, de verdade! Algumas estão mais fracas, infelizmente outras até acabaram. Mas lembro sempre com sorriso no rosto de cada pessoa que me marcou.
Olho para trás e vejo o quanto vivi intensamente este ano. Aprendi que não posso ser tão bobinha e tão ingênua com as pessoas, pois mesmo aquelas que eu achei que conhecia tão bem, me feriram. Percebi que posso ser grossa com as pessoas, e que não devo deixar que elas pisem em cima de mim. O que vai volta. Mas não vou me vingar. Posso agora não ser mais tão  boba, mas também não estou revoltada e não quero machucar ninguém. Por que eu sei o quanto dói quando alguém pisa no seu coração, o destroça e deixa-o em milhões de pedaçinhos, e acredite, eu não desejo isso a ninguém.
Eu sofri muito este ano, principalmente agora nestes últimos meses. Pensei que iria morrer. Não ria, por favor. Na verdade, eu morri. Durante uns dois, três meses não sabia o que era viver, por que vida é quando vale a pena, não é?
Hoje não digo estar 100% bem, as vezes realmente me da umas crises e eu começo a chorar desesperadamente, é saudade. Saudade de algumas pessoas, de uma pessoa.
 Eu estou aprendendo a conviver com essas dores, com essa saudade. A vida não é cor- de – rosa, e este ano eu pude conferir de perto tudo isto.
Estou encerrando mais um ano, na folhinha do caderno eu escrevo os fatos mais importantes pra mim. Guardo com precisão cada momento que vivi e que agora são apenas boas – ou mas – lembranças.
Sorri, chorei, errei, acertei, descobri, desconheci, brinquei, me machuquei, sofri, amei. Olho para trás e digo convicta que faria tudo outra vez.. Eu aprendi que sinônimo de ser feliz é arriscar, seguir o meu coração, ir contra tudo e todos, fiz apenas o que achei certo, mesmo sabendo que depois poderia me arrepender. Mas entre todos os acontecimentos poço dizer que fui muito feliz.
Meus planos para 2011? Espero que tudo mude, que eu não tenha tantas desilusões, que não sofra muito, mas eu sei que o caminho para a felicidade envolve vários fatores. Vou subindo um degrau de cada vez, sem pular um. E quer saber? Que eu sofra, chore e fique deprimida sim! Sei que tudo vai valer a pena, por que no final o mais importante eu sei que terei feito, eu vou amar, amar, amar e amar

16 comentários:

Gabriela Lauriano disse...

Poxa vida.
Que texto maravilhoso.
Você soube escrever tão bem,apesar do texto ser grande,ele consegue prender a atenção de qualquer um.
Parabéns,amei!

Juliana Cysne disse...

Muito bom seu texto, mesmo sendo grande. Ele ficou bem feito, e lindo *-*

Firefly disse...

O que falar desse texto? Incrível.
2010 de fato foi um ano especail, com seus altos e baixos, mas o interessante é enxergarmos o quanto evoluímos nesse ano que se encerra. Quantas histórias foram contadas, quantos amores foram surgindo e quantos laços foram feitos. A verdade é que as lembranças desse ano sempre estarão conosco, mesmo que em um vago pensamento, mas este ano fez parte de uma importante fase de nossas vidas. E que o 2011 venha e traga muitas folhas em branco e uma caneta com tinta de sobra para escrevermos mais uma nova etapa em em nosso destino.
Boa sorte, feliz 2011!

Hozana Rodrigues disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hozana Rodrigues disse...

Bom, antes de falar do seu post (pois foi pra isso que vim) quero agradeçer pelo seu comentário no meu blog.
Fiquei muito feliz viu? Obrigado mesmo pelo carinho e por gostar do blog.

Seu texto foi ótimo.
É difícil um texto em 1ª pessoa cativar, porque geralmente ficam maçantes, mas você soube empregar bem as palavras de uma maneira que prende a atenção do leitor.
A sua reflexão sobre o ano de 2010, as histórias me fizeram lembrar de muitas coisas que vivi. É muito bom ler um texto que ser torna vivo pra você, e esse ficou vivo pra mim.
Vários trechos me chamaram a atenção e vou comentar sobre um deles.
"A vida não é cor- de – rosa"
É verdade! Seria tão chato se fosse.
A vida é composta de diversas cores. E cada reflete o que passamos, sentimos e vivemos.
O amarelo representaria muito bem um sorriso, assim como o preto representaria bem a tristeza num dia nublado.
Enfim, a vida é um arco-íris onde precisamos de viver cada cor, pois como diz a história, é bem no fim dele que achamos o potinho de ouro.
Bom, adorei querida! Parabéns pelo post. Fico feliz que tenha ousado e escrever um extenso.
Beijinhos no ♥

Luana disse...

Amei o texto-desabafo *-*
Seguindo :)

Thaís disse...

Que maravilhoso! *-* Enquanto lia também relembrei de muitos fatos que aconteceram comigo nesse ano, alguns que foram tão importantes, mas que passariam despercebidos por mim. Me identifiquei em muitas partes, principalmente na parte dos amores, que nos fazem sofrer quando tudo o que queremos é apenas amar. Também tive muitas brigas, amizades interrompidas que no final voltaram firme e forte, até mais que antes. Um ano é uma vida, sempre deixará algo marcado em nós. Por isso é bom viver, por mais que às vezes a vida nos pregue peças, nunca desistir e retirar um aprendizado de tudo isso.

O texto ficou muito lindo, mesmo! Parabéns! Pensei em fazer algo parecido, mas duvido que fique tão bom quanto o seu. Se eu fizer, vou postar mais no final do ano, rs. E sobre o meu layout, eu que fiz ele depois fazer uma lista do que eu queria em um lay e depois li uns tutoriais e tentei fazer. Sou fanática por listas. :D

Adoro seu blog ♥
Beijos :*

ThayShafer disse...

Ameei seu texto. Mal posso acreditar que 2010 já está acabando, ele parece ter passado tão rápido oõ '
gostei muito do seu texto
Já estou te seguindo, me segue também ? *--*

http://thayshafer.blogspot.com/

Fernanda Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jooci Andrade . disse...

ooi *-*
Muito lindo seu Blog, e obrigada por seguir ! :D

Gabriela Castanhari disse...

nossa, me impressionei com seu blog e com seus textos *-*
seguindo ele, e vou tentar ao máximo acompanha-lo, bejos

cravoecanelagabriela.blogspot.com

Fernanda Ferreira disse...

como sempre esse texto está lindo, adorei. Parabéns. E por isso, tem alguns selos no meu blog pra você, dá uma olhada.
beijos, http://thinkzap.blogspot.com/

Mariana Lopes disse...

Gostei tanto do texto, queria conseguir descrever meu ano assim, tão bem.
Foi um ano bom, eu achei. Tive alguns problemas, chorei um pouquinho, mas essas coisas acontecem, elas meio que nos ensinam, né?
Bom, 2010 está acabando e eu espero que o ano que está por vim seja tão bom ou melhor do que o que está indo.
Beijos
Feliz Natal e Feliz 2011

Jooci Andrade . disse...

Passei para te avisar que indiquei você para receber o selo de qualidade do projeto Creativité.

O selo está aqui:

http://contos-da-lua.blogspot.com/2011/01/selo-de-qualidade-do-projeto-creativite.html

Passe lá para pegar e parabéns ! :D

Beijos, Jooci .

Jooci Andrade . disse...

ooi :}
Comecei com minhas parcerias ontem, aceita ser minha parceira? *-*'

Jooci Andrade . disse...

ai sua linda , esse texto é muito phoda :')
e é , já se passou mais um ano .. escreva sobre 2011 também >< ' eu gostaria de ler :D
beeijos&fica com Deus :*
http://www.contos-da-lua.blogspot.com/